OM: O mantra universal do Yoga

Om nada mais é do que um mantra, ou seja, a combinação de sílabas sagradas que formam um núcleo de energia espiritual e que funciona como um ímã para atrair, ou como lente para concentrar as energias espirituais. Os mantras são de grande benefício para o corpo e para a mente e podem ser cantados, repetidos suavemente ou até mentalmente com o uso de japamalas.

Essa sílaba sagrada é tradicionalmente cantada no início e no final de uma aula de yoga e, ao contrário de outros mantras um pouco mais complicados, pode ser recitada por qualquer pessoa.

OM é considerado o som primordial. Acredita-se que antes da criação da matéria havia esse som e, portanto, contém todas as energias que permitiram a formação do universo.

O  Significado do OM

mulher-meditando

A primeira vez que você o ouve recitando em uma aula de yoga, é fácil pensar que esse som não tem significado; na realidade, essa sílaba simples está cheia dele. A palavra Om, também escrita AUM, deriva do sânscrito e é composta por 4 sílabas.

São consideradas quatro sílabas porque a sílaba final silenciosa também é contada, e cada uma delas assume vários significados, dependendo do que é considerado.

Se considerarmos os vários níveis de consciência:

  • A primeira sílaba A representa a vigília;
  • O segundo U representa o sono;
  • O terceiro M representa sono profundo;
  • A quarta sílaba, a silenciosa, ou seja, o silêncio que existe entre uma recitação do mantra e a outra, representa um estado que transcende as outras três, que em sânscrito é chamado turiya.

Se considerarmos a energia, cada sílaba representa um dos 3 gunas (as energias materiais que influenciam a vida de todos os seres vivos).

  • A representa tamas = ignorância, inércia, escuridão;
  • U representa rajas = dinamismo, atividade, paixão;
  • M representa satva = luz, verdade, pureza;
  • O som silencioso, por outro lado, representa a consciência pura, um estado que transcende os três gunas.

Se pensarmos nos deuses indianos:

  • A representa Brahma, o criador;
  • U representa Vishnu, o conservador;
  • M representa Shiva, o destruidor;
  • O som silencioso, por outro lado, representa a realidade além das divindades.

Se os estados da vida forem considerados:

  • A representa o presente;
  • U representa o passado;
  • M representa o futuro;
  • O som silencioso, por outro lado, representa a realidade que vai além do tempo e do espaço.

Om nos Sutras do Yoga de Patanjali

Patanjali nos Yoga Sutras dedica 3 aforismos ao Om:

1.27: “Ele é representado pela sílaba aum, chamado pranava”. Nesse aforismo, o grande sábio considera aum como o símbolo da divindade. É considerado um mantra sagrado e sua repetição constante leva ao autoconhecimento. A sílaba sagrada também pode ser chamada de pranava, que em sânscrito significa glória e realização do divino.

1.28: “O mantra aum deve ser repetido constantemente, com sentimento e com plena compreensão do significado”. Aqui, Patanjali diz que sua repetição constante com o conhecimento de seu significado permite que o praticante alcance os mais altos níveis de yoga.

1.29: “A meditação em Deus com a repetição do aum elimina obstáculos ao controle do Eu interior”. Graças à prática deste mantra sagrado, é possível superar obstáculos e descobrir a si mesmo.

Como cantar o mantra Om

homem-meditando-almofadaPara cantar Om corretamente, é importante primeiro perceber o som e as vibrações que cada sílaba causa no corpo.

Antes de tudo, sente-se em seu tapete em uma postura confortável, como o lótus, meio lótus ou qualquer outra postura de yoga que permita manter as costas retas. Para garantir que você possa se sentar mais confortavelmente, sem dor nas costas após 5 minutos, você pode se sentar em uma almofada de yoga.

  • Respire fundo e expirando pronuncie a sílaba Aaaaaaaaaa. Esse som deve começar na base da garganta e depois se expandir por toda a baixo do umbigo.
  • Agora respire bem e pronuncie a sílaba Uuuuuuuuu. Nesse ponto, você deve ouvir o som mais alto que o anterior, na região do peitoral.
  • Então uma nova inspiração e, neste momento, pronuncie Mmmmmm. Agora, você deve sentir a vibração na cabeça.
  • A última sílaba, como você já aprendeu, é silenciosa e consiste em permanecer na mesma duração de cada som anterior.

Chegou a hora de reunir tudo! Enquanto ainda está sentado, verifique se suas costas, pescoço e cabeça estão em alinhados. Respire profundamente pelo nariz e, durante a próxima expiração, entoe o mantra OM reunindo todas as silabas anteriores. Você sentirá que as vibrações começam na região do umbigo e subindo gradativamente até a cabeça. Quando o som terminar, permaneça em silêncio e continue a ouvir as vibrações do Om no corpo.

Depois de entender como o Om é cantado, você decide como praticá-lo. Você pode sentar-se confortavelmente e repeti-lo continuamente, como sugere Patanjali, ou na postura do Tadasana( a variação com as mãos juntas na frente do coração) e cantá-lo 1 ou 3 vezes no início e no final de sua prática

Quais são os efeitos benéficos e por que cantamos Om

Quando cantamos Om é criado um som que vibra com uma frequência de cerca de 432 Hz, o mesmo pode ser encontrado em qualquer coisa da natureza. Então, quando você recita esse mantra, pense que está se conectando física e simbolicamente a todos os seres vivos do universo.

Do ponto de vista fisiológico, contudo, a pronúncia e as vibrações rítmicas têm um profundo efeito calmante no sistema nervoso, assim como a meditação. Então a mente relaxa, o estresse desaparece e toda a saúde em geral se beneficia.

É também uma maneira de definir o início e o fim da prática de yoga, a única hora do dia em que estamos sozinhos. Com a prática do OM e a postura de relaxamento final em Savasana, tornamos a prática dos asanas muito mais profunda do que apenas um simples exercício.