Padmasana – A postura de lótus

Chegou a hora de aprofundar na postura mais conhecida do yoga, conhecido até mesmo por aqueles que nunca pisaram em um tapete de yoga. Padmasana, mais conhecida como postura de lótus. É extremamente benéfico para toda a parte inferior do corpo, pois abre os quadris e oferece incrível flexibilidade aos tornozelos e joelhos.

É considerado um asana bastante avançado, se você é um praticante de yoga, é importante tomar as precauções necessárias antes de executá-lo. Descubra em nosso artigo mais sobre este asana, como executa-lo e suas variações, e porque é tão benéfico para a nossa saúde e bem-estar.

Boa leitura e boas práticas da postura de lótus!

Significado de Padmasana

flor-de-lotus-padmasana “Padma”  significa lótus e “Asana” postura. Padmasana significa postura de lótus.

A flor de lótus é um tipo de flor aquática que possui inúmeras pétalas e cresce em lagoas ou em cursos de águas estáveis. Ela carrega calma, estabilidade e beleza, características que podem ser admiradas em quem pratica esse asana. Suas raízes crescem na lama, na qual permanece firmemente agarrada, mesmo que a água flua, e quando ela brota, ela o faz para cima.

É o símbolo perfeito da prática de yoga! Permite que você suba ao céu, mas ao mesmo tempo permanece plantado no chão. Esta postura é altamente simbólica para muitas culturas, especialmente a postura triangular que é tomada pelo corpo durante a execução do Padmasana. O triângulo simboliza conhecimento, vontade e ação, os fundamentos de uma prática de yoga.

Benefícios da postura de lótus

Acalma profundamente a mente.

Reduz ou faz com que o estresse desapareça completamente.

Aumenta a circulação na região lombar e na pelve, reduzindo a dor menstrual.Padmasana - A postura de lótus 3

Reduz a dor causada pelo nervo ciático.

Melhora a digestão.

Alonga e abre os quadris.

Alonga os joelhos e os tornozelos.

Reduz a tensão muscular.

Alivia dores nas costas.

Ajuda as mulheres grávidas facilitando o parto.

Desperta a energia vital.

Contraindicações

postura-de-meia-lotus-Ardha-Padmasana-mulherEvite executar esta postura se você se machucou recentemente, tem problemas ou dores nos tornozelos, joelhos ou quadris. Se Padmasana for muito difícil, você pode muito bem fazer outras posturas mais simples, como Sukhasana ou Ardha Padmasana.

A postura de lótus requer grande flexibilidade e o corpo deve estar bem preparado para realizá-la. Caso tente fazer a postura de lótus muito cedo, poderá machucar os joelhos. O ideal é que a primeira vez que você for entrar na postura que seja sob orientação de um professor qualificado. Lembre-se de que os ligamentos e articulações são muito delicados.

O mais importante ao realizar a postura de lótus é que, se você não for flexível nos joelhos, poderá se machucar. A pouca flexibilidade dos quadris se traduz em pressão excessiva na articulação do joelho, o que certamente não é benéfico. Tente relaxar os quadris antes de fazer essa postura e, acima de tudo, não tenha pressa.

Como em todas as outras posturas de yoga, lembre-se de sempre trabalhar dentro de seus limites. Se você tiver algum problema específico, converse com seu professor ou médico antes de fazer esso ou qualquer outro asana.

Como fazer

Primeiro, verifique se você aqueceu bem o corpo antes de realizar este asana. Faça a saudação ao sol, os 5 ritos tibetanos e outras posturas destinadas a abrir os quadris.

Comece sentado no tapete, com as pernas esticadas para a frente, as costas retas e as mãos nos lados do corpo, praticamente assumindo o Dandasana, a postura do taco.

Agora, leve suavemente o tornozelo direito sobre o quadril esquerdo, de modo que a planta do pé seja direcionada para cima. A parte de trás do pé deve descansar na junção entre o quadril e a coxa.

A partir daí, comece a dobrar, sempre suavemente, o joelho esquerdo e colocar o tornozelo sobre a tíbia do pé direito. Como feito anteriormente, a parte de trás do pé esquerdo deve repousar na dobra entre a coxa e o quadril, enquanto a sola do pé deve ficar voltada para cima.homem-em-padmasana-postura- flor- lotus-chin-mudra

Tente aproximar os joelhos o máximo possível, sem forçar muito.

Estabilize a postura, abra bem o peito, incline os ombros levemente para trás, aproximando as omoplatas e verifique se as costas estão eretas.

Agora chegou a hora das mãos. Leve-as aos joelhos com as palmas voltadas uma para a outra. Junte os dedos indicadores com os polegares e o restante dos dedos estendidos (Chin Mudra).

Relaxe seu rosto, sua mente e leve seu olhar para o “terceiro olho”, que fica entre as sobrancelhas.

jalandhara-uddiyana-mula-bandhaEnquanto você respira, tente ativar Mula e Uddiyana Bandha. Se você o conhece, também pode ativar o Jalandara Bandha.

Como já mencionado acima, a postura de lótus é um asana bastante avançado, portanto, nas primeiras vezes em que você o fizer, mantenha-o por apenas alguns segundos e depois solte as pernas suavemente. Com a prática, você pode aumentar o tempo de execução.

Normalmente, isso é feito no final da prática, quando o corpo está quente. Terminada a postura, faça o relaxamento final em Savasana.

Variações do Padmasana

Às vezes, a postura de lótus é mantida por um longo tempo para meditar ou praticar pranayamas, mas se você não estiver totalmente confortável, essas práticas podem ser mais difíceis.

Caso você ainda não consegue executar o Padmasana completo, poderá executar muito bem o Ardha Padmasana, a postura de meia lótus, até adquirir a flexibilidade de fazer o lótus completo e sentar-se confortavelmente na postura.postura-de-meia-lotus-Sukhasana-mulher

No caso de você conseguir cruzar as pernas em lótus, mas os joelhos não chegarem ao chão, coloque-os sobre um cobertor de yoga dobrado.

Se necessário, faça os ajustes adequados para se sentir mais confortável e permanecer na postura por mais tempo. Você pode usar almofadas de meditação ou bloco sob as nádegas para maior conforto 

Se a meia lótus continuar difícil para você, execute Sukhasana, a postura simples, que, como a palavra diz, é mais fácil de executar.cinto-de-yoga-posicao-de-lotus

Se, por outro lado, você tiver problemas no joelho, poderá colocar um cinto de yoga na parte de trás do joelho para criar espaço na articulação.

 

Se, em vez disso, você se sentir confortável executando Padmasana e quiser aprofundar a prática, tente outras posturas:

  • Baddha-PadmasanaBaddha Padmasana, quando você está no lótus, torce os braços atrás das costas e tente alcançar os dedos dos pés. Para explorar ainda mais esse asana, você pode se inclinar para a frente e tocar a testa no chão.
  • Tolasana (utpluthih), esta postura visa fortalecer os braços, ombros e abdomên durante a execução do lótus. Quando estiver em Padmasana, leve as mãos para os lados pressionando o chão e levantando o quadril. Ative Mula e Uddiyana Bandha tentando resistir o máximo que puder.

Anteriormente, foi falado sobre colocar as mãos em Gyan Mudra, mas você também pode variar a posição das mãos das seguintes maneiras:

  • Coloque-as de pé na frente da barriga.
  • Junte-as diante do coração.
  • Coloque-as sempre acima dos joelhos enquanto pratica outros mudras.

Lembre-se de praticar esse asana ao mesmo tempo nos dois lados. Se você mantiver por muito tempo meditando ou praticando o pranayama, poderá ajustar-se com o número de respirações ou definir um cronômetro. O importante é que você mantenha as pernas cruzadas da mesma forma com ambas as pernas.

Conclusão

Padmasana parece simples mas é bastante avançado, mas com constância, trabalho e paciência, você será capaz de executá-lo com total segurança e experimentar seus muitos efeitos benéficos. Pode levar meses ou anos para executar a postura de lótus, mas lembre-se de que fazer a postura final não é o objetivo do yoga.

O importante é aceitar sua situação agora e trabalhar duro, constantemente e sem nunca esquecer a humildade. Somente assim você pode “emergir da lama e florescer em direção ao céu”, como uma flor de lótus.

Namaste