Os 7 chakras – Guia completo para equilibrar o corpo e a mente

Toda a prática do yoga e muitas outras disciplinas semelhantes são baseadas nos sete chakras, os centros de energia que afetam o cotidiano muito mais do que se pode imaginar. De fato, um problema de saúde específico pode ser causado por um desequilíbrio de um ou mais chakras e, trabalhando com as técnicas apropriadas, muitas doenças podem ser resolvidas.

Mas o que são esses chakras, onde eles estão localizados, quais são suas características, o que acontece quando estão em desequilíbrio?  Essas são perguntas que um praticante de yoga provavelmente irá fazer um dia e é muito importante conhecer as respostas.

Neste artigo, você terá uma visão geral do que são os chakras, quais são suas funções e as principais características de cada um.

O que são os chakras

 

os-7-chakras-centros-de-energia-sanscrito

Os chakras são um conceito pertencente às tradições indianas, como Yoga e Ayurveda, que, no entanto, deriva da tradição tântrica. Chakra é uma palavra em sânscrito que significa roda, círculo ou até vórtice e são considerados centros de energia que servem para absorver a energia vital (prana), distribuí-la no indivíduo (no corpo, na mente e no espírito) e liberá-la para o exterior.

Às vezes, eles também são chamados Padma, que significa lótus; na verdade, cada um é representado por uma flor de lótus com pétalas diferentes. Esses verdadeiros turbilhões de energia agem como um elo entre a mente, o corpo e o espírito, influenciando significativamente as emoções, o comportamento, o aprendizado, a comunicação e muitos outros aspectos.

Esses centros podem ser abertos ou fechados. Se um chakra é equilibrado, a energia é capaz de fluir livremente nessa área, mas se for fechado, a energia é incapaz de circular. Quando um chakra é bloqueado podem surgir desequilíbrios que se manifestam mental, física e emocionalmente ou de outras maneiras.

Por esse motivo, é importante que funcionem bem e que não haja desequilíbrios nesses centros.

Os chakras são sete e cada um está associado a um elemento. Eles são organizados ao longo de uma hierarquia evolutiva das necessidades humanas, começando com o instinto de sobrevivência e evoluindo em direção à transformação espiritual. Mas ao longo da jornada, o ser humano encontrou outras necessidades, como procriação, socialização, altruísmo, comunicação e intuição.

A história dos 7 chakras

 

Os chakras sempre foram ligados à história do yoga, e as primeiras citações desses centros de energia podem ser encontradas nos Vedas, que são os escritos mais antigos da tradição indiana. Esses manuscritos, por sua vez, derivam de uma tradição oral que foi trazida para a Índia por uma tribo indo-européia que invadiu a Índia no segundo milênio a.C.

Dizem que eles invadiram a Índia a bordo dos coqueiros e que o termo “chakra” se referiria às rodas desses coqueiros. Depois dos Vedas, é possível encontrar referências aos chakras nos Upanishads. Esses também são ensinamentos que foram transmitidos de mestre a discípulo, quando foram então escritos.

Mais tarde, encontramos referência aos chakras no Yoga Sutras de Patanjali, um dos textos clássicos do yoga, que foi escrito por volta de 200 a.C. Finalmente, graças à tradição tântrica, composta por muitos ramos filosóficos, os chakras se tornaram um sistema integral real da filosofia do yoga que foi transmitida oralmente, do mestre ao discípulo, quando foi escrito e chegou até nós.

 

Como os 7 chakras funcionam

 

chakras-coluna-ida-pingalu-sashumna-Toda a fisiologia do yoga é baseada na existência de um corpo energético que, por sua vez, contém os nadis e os chakras. A energia (prana) flui pelo corpo através dos nadis, que são milhares e que podem ser comparados de alguma forma aos meridianos da medicina chinesa.

Todos os nadis acabam na coluna vertebral, que é o canal de energia por excelência. Aqui a energia flui através dos três principais nadis: ida, pingala e sushumna.

Os chakras estão na coluna e são centros onde a energia é armazenada e redistribuída. No nível físico, os chakras correspondem a gânglios nervosos, onde existe um alto grau de atividade nervosa, e glândulas do sistema endócrino.

Como mencionado anteriormente, os chakras também são chamados de “padma”, lótus, porque seu símbolo são flores de lótus e, assim como as flores, possuem pétalas que podem ser abertas, fechadas ou em estado intermediário. Os chakras governam não apenas aspectos físicos, mas também emocionais e comportamentais, quando um chakra está desequilibrado, afeta negativamente a vida da pessoa.

Se um chakra estiver fechado ou bloqueado, ele é incapaz de receber e retransmitir energia; enquanto, se estiver muito aberto, funciona excessivamente. Também deve-se considerar que os chakras não funcionam como entidades separadas, mas estão todos conectados; de fato, um desequilíbrio de um chakra provavelmente também afetará os outros.

Alinhamento dos chakras

O Corpo e a mente são fortemente influenciados por sua energia interior e pela energia dos outros. Esses centros de energia, chakras, determinam como você se sente: Feliz e entusiasmado ou cansado e triste. Alinhar o chakra, para que fiquem perfeitamente equilibrados e sintonizados, é importante para obter uma vida feliz e tranquila. 

Alinhar os chakras pode ajudar a alcançar o bem-estar

A meditação e o yoga derivam  do entendimento do fluxo de energia entre os principais chakras. A consciência individual está espalhada por todos os sete chakras e alinhar todos eles traz um estado de harmonia e bem-estar. Nesse sentido, alinhar seus chakras é como estar em um estado de meditação o tempo todo, permitindo que alcance a calma sem esforço e tenha uma vida rica em beleza e felicidade.

Alinhar os chakras pode ajudar no equilíbrio geral

Os chakras representam todo o ser: físico, espiritual e emocional. Por esse motivo, eles fornecem os meios pelos quais  pode alcançar um equilíbrio geral em sua vida. Dedicando um pouco de tempo para visualizar e apoiar ativamente cada um de seus chakras, você ajuda a melhorar cada área de si mesmo. Dedicando alguns minutos todos os dias para focar sua consciência em cada um dos sete chakras, você promove sutilmente, mas seguramente, os atributos que ele representa.

 

Cores dos chakras

 

nuvem-arco-iris-yogateria

Certas cores estão ligadas a certas emoções e sentimentos. Com a devida consciência, o uso das cores pode ser benéfico para influenciar o humor e sentimentos, tornando a vida mais agradável para todos. Um outro aspecto que vale ressaltar são as cores do arco-íris! Cada cor representa um chakra

  • Chakra da raiz : Vermelho
  • Sacral Chakra: Laranja
  • Plexo Solar : Amarelo
  • Chakra do Coração : Verde
  • Chakra da garganta : azul
  • Third Eye Chakra: Índigo (Anil)
  • Chakra da Coroa : Violeta

 

Pedras de cada chakras:

 

Pedras ou cristais além de servirem como ótimos amuletos, possuem a função de revigorar e equilibrar os chakras e estimular o poder de auto-cura. Eles emitem vibrações e interagem por eletromagnetismo.

Muitos terapeutas holísticos, trabalham o alinhamento dos chakras pelo o uso de pedra ou cristais. Uma dica quando for escolher o seu cristal é observar a sua cor! 

  1. Chakra da Terra: Rubi,  Turmalina Vermelha, Granada Vermelha e Quartzo Vermelho.
  2. Chakra da Água: Topázio Imperial, Pedra do Sol e Cornalina
  3. Chakra do Fogo: Jaspe Amarelo, Topázio Amarelo e Âmbar
  4. Chakra do Ar: Quartzo Verde, Esmeralda e Turmalina Verde
  5. Chakra do Éter: Água Marinha, Turquesa, Quartzo Azul e Quartzo Lavanda
  6. Chakra frontal: Safira, Sodalita, Quartzo Azul Intenso
  7. Chakra coronário: Ametista, Lolita e Flurolita

 

primeiro-chakra - MuladharaMuladhara, chakra básico, o chakra da terra, primeiro chakra

 

Primeiro chakra, chakra básico, onde fica

O primeiro chakra está localizado na base da coluna, está associado à sobrevivência e sua cor é vermelha.

As glândulas associadas a este chakra são as supra-renais.

O elemento desse chakra é a terra, que é o estado mais condensado da matéria; na verdade, está conectada à parte sólida do corpo, como ossos, músculos e intestino grosso (por onde passa a substância sólida).

Chakra basico bloqueado

Não curar este chakra e ignorá-lo significa não ter a base para o crescimento e, sem o seu equilíbrio, se perde as raízes. 

Esse centro é responsável pelo o enraizamento, tanto físico, responsável pela saúde das pernas, quanto figurativo, porque se não está bem enraizados, corre o risco de viver nas nuvens. Muitas pessoas que não sabem o que fazer na vida provavelmente têm esse chakra perturbado e ainda não encontraram suas raízes.

Está relacionado ao medo que surge toda vez que há o sentimento de ameça ou quando a sobrevivência é comprometida.

O sentido associado é o olfato, porque é o sentido que permite perceber o elemento terra. De fato, não tem como não sentir o cheiro da terra durante uma caminhada no meio da natureza.

Se o chakra  está muito fechado, sentimento de insegurança surge, medo de perder o que tem, com pouca autoconfiança. Se aberto demais, corre o risco de ficar muito apegado a bens materiais, com ciúmes e sem nenhum tipo de medo, podendo gerar grandes riscos. 

Como ativar, equilibrar, e alinhar o chakra básico

jovem-mulher-atraente-em-tadasana

Postura da montanha. O chakra raiz , ou muladhara, está localizado na base da coluna vertebral. O chakra raiz canaliza a energia da terra para ajudar você a sentir mais conectado, seguro e provido.

Postura da montanha, tadasana, é ótima postura para se conectar à energia da terra, através dos quatro cantos dos pés, e convidar essa energia para cima, para nutrir todo o corpo.

 

Resumo sobre o primeiro chakra, chakra da terra

  • Onde é encontrado: períneo, cóccix, base da coluna vertebral
  • Elemento: terra
  • Função principal: sobrevivência
  • Disfunções físicas: problemas nas pernas, artrite, ciática, obesidade, hemorroidas
  • Glândulas supra-renais
  • Cor: vermelho
  • Sentido: Olfato
  • Bija mantra: lam

 

segundo-chakra-SvadhisthanaSvadhisthana, chakra sacro,o chakra da água, chakra sexual, segundo chakra

 

Posição do segundo chakra, chakra sacro

Svadisthana está localizado abaixo do umbigo até a altura do sacro e elemento deste chakra é a água.

É a partir desse elemento que as características desse chakra derivam, pois estão associadas ao movimento, mudança e fluxo. Se o primeiro chakra é responsável por enraizar e formar uma base sólida, o segundo tem o objetivo de deixar fluir.

Do ponto de vista fisiológico, o segundo chakra regula todos os processos em que líquidos estão envolvidos, como circulação sanguínea, produção e eliminação de urina, reprodução e sexualidade. Já no comportamental, svadhisthana influencia o prazer, a sexualidade, as emoções e até as sensações.

A cor desse elemento é laranja e o sentido associado é o sabor.

Desequilíbrio do chakra sacro

Se este chakra é muito aberto, pode causar uma busca exagerada de prazer, não apenas prazer sexual. Se, por outro lado, esse centro é muito fechado, pode levar a dificuldades na relação intima com o outro, ciúmes, medos, desamparo e até frigidez.

Como equilibrar e alinhar o chakra sacro, o segundo chakra

Trikonasana - postura-triangulo - mulher

O Chakra Sacral , ou Svadisthana, está localizado na área pélvica. Este chakra é o centro criativo, brincalhão e o lar da auto-expressão, emoções e prazer.

A postura do triângulo,Trikonasana,  estimula os órgãos abdominais para promover a energia a circular dentro do chakra sacral e ajuda a permanecer ancorado no momento presente.

Resumo sobre o segundo chakra, chakra sexual

  • Onde está: altura do sacro
  • Elemento: água
  • Função principal: procriação, genitais, prazer, desejo
  • Disfunções físicas: rigidez na região lombar das costas, problemas nas costas, disfunções do útero, problemas renais, frigidez e impotência
  • Glândulas: testículos e ovários
  • Cor: laranja
  • Sentido: Paladar
  • Bija mantra: vam

 

terceiro-chakras-Manipura.jpgManipura, o chakra do fogo, chakra do plexo solar, chakra umbilical, o terceiro chakra

 

Posição do terceiro chakra, chakra umbilical

Manipura é o terceiro chakra, está localizado no plexo solar, na região do umbigo, e está associado à vontade e força.

A energia que está associada a esse centro, na verdade, é responsável pelo metabolismo, tanto no nível macroscópico, que ocorre no sistema digestivo, quanto no nível microscópico, que ocorre nas células individuais.

As glândulas associadas à manipura são o pâncreas e as supra-renais que são importantes para a digestão e para o bom funcionamento de todos os órgãos envolvidos nesse importante processo, como fígado, estômago e baço.

O elemento deste chakra é o fogo que traz luz, calor, energia e poder.

Assim como esse elemento transforma a matéria em luz e calor, o terceiro chakra transforma os dois primeiros elementos mais estáticos e passivos em energia que tende a subir.

O objetivo deste chakra é a transformação através da força de vontade. É  graças a essa qualidade que qualquer pessoa pode se libertar dos padrões mentais, mudar, adotar novos hábitos e avançar em direção a algo novo.

A cor da manipura é amarela e o sentido relacionado a ela é a visão.

Desequilíbrio do chakra umbilical

Se este chakra estiver fechado ou bloqueado, existem problemas físicos principalmente nos sistemas digestivo e psíquico relacionados à falta de força de vontade, auto-estima, autoconfiança e indecisão. Caso o manipura esteja muito ativo, tenta-se a todo custo obter poder, tem excesso de autoconfiança, podendo desenvolver arrogância e  dificuldade em ouvir os outros.

Como ativar, equilibrar e alinhar o chakra do plexo solar, o terceiro chakra?

Navasana-postura-barco-yogateria

O chakra do plexo solar , ou manipura, conecta à energia solar para fornecer uma sensação de força de vontade, determinação e um calor interno dentro da barriga.

Como o Plexo Solar está localizado próximo ao umbigo, a postura do barco, Navasana é uma ótima postura de yoga para ajudar a ativar seu núcleo e o fogo interno.

Resumo sobre o terceiro chakra, chakra do plexo solar

  • Onde está: no plexo solar
  • Elemento: fogo
  • Função principal: vontade, poder, segurança,
  • Disfunções físicas: distúrbios digestivos, diabetes, úlceras
  • Glândulas: pâncreas, supra-renais
  • Cor: laranja
  • Sentido: visão
  • Bija mantra: ram

 

quarto-chakra-AnahataAnahata, o chakra do coração, o chakra do ar, o chakra cardíaco, o quarto chakra

 

Região do corpo que está localizado o chakra Anahata

Anahata está localizada no nível do coração, no centro do peito e é considerada o centro de conexão entre os chakras inferiores, mais materiais e superiores, que são mais espirituais.

Esse chakra é o que governa o amor, mas é diferente do segundo chakra. O amor deste último é mais sensual, apaixonado e externo porque é voltado para uma pessoa, enquanto o do quarto chakra é puro, inconsciente e vem de dentro.

O elemento deste chakra é o ar que representa leveza, liberdade e frescor.

Os principais órgãos relacionados a esse chakra são os pulmões e o coração; na verdade, se desequilibrados, podem causar pressão, problemas cardíacos e respiratórios.

Do ponto de vista comportamental, no entanto, ele está envolvido no amor que é sentido pelos outros, mas também por si mesmos.

A glândula associada a este chakra é o timo e a cor é verde.

Desequilíbrio do chakra cardíaco

Se estiver bloqueado ou muito fechado, poderá levar a dificuldades em expressar amor, em demonstrar afeto e em ter compaixão. Se, por outro lado, é muito aberto, você pode experimentar um sofrimento exagerado pelos outros ou, por coisas que não o pertencem.

Como ativar, equilibrar e alinhar o chakra cardíaco, o quarto chakra

suryanamaskarUm Chakra do Coração equilibrado , ou Anahata, permite sentir compaixão, generosidade, respeito e conexão com os outros. O Chakra do Coração é a porta de entrada para permitir que o amor entre em nossas vidas.

A postura da lua crescente, anjaneyasana, convida o espaço do coração a se abrir para alinhar a energia do chakra do coração.

Resumo sobre o quarto chakra, chakra do coração

  • Onde está: no nível do coração, no centro do peito
  • Elemento: ar
  • Função principal: amor e carinho
  • Disfunções físicas: distúrbios cardíacos e pulmonares, problemas de pressão,
  • Glândula: timo
  • Cor: verde
  • Sentido: Tato
  • Bija mantra: yam

 

quinto-chakra- VishuddhaVisuddha, o chakra éter, o chakra laríngeo, o chakra purificador, o quinto chakra

 

Visuddha em sânscrito significa purificação, é por isso que é considerado o chakra purificador.

Quinto chakra, chakra laríngeo, onde fica

É também chamado de chakra da garganta porque está localizado no pescoço e nos ombros.

O elemento ligado a este centro de energia é o éter, o espaço.

É o mais fino dos elementos e só podemos perceber sua manifestação que ocorre através das vibrações. Por essa razão, o sentido associado a este chakra é a audição graças ao qual percebemos o éter que vibra.

Este chakra também está associado à comunicação, à maneira de se expressar e à criatividade. A comunicação vai além dos estados físicos da matéria e é possível graças ao éter, espaço e vibrações.

As glândulas associadas a este chakra são a tireóide e a paratireóide, portanto, estão envolvidas em todos os processos regulados por essa glândula, como a regulação do cálcio, peso corporal, humor, preguiça, apetite, cansaço e sono.

Visuddha também está envolvido na saúde da garganta, pescoço e audição.

A cor associada a este chakra é azul.

Desequilíbrio do quinto chakra, chakra da garganta

Se esse chakra é bloqueado ou funciona menos do que deveria, surgem problemas de se expressar e comunicar. As pessoas tendem a não nos ouvir, a timidez toma conta, surge o medo de dizer a própria opinião e também não há criatividade. Se, por outro lado, sua atividade é excessiva, a falar torna-se excessiva, sem perceber o que é dito.

Gargantas doloridas frequentes são um sinal de que pode haver um desequilíbrio neste chakra.

Como ativar, equilibrar e alinhar o chakra laríngeo, o quinto chakra

O chakra da garganta , ou vishuddha, é a energia que  ajuda a falar e comunicar autenticamente com nós mesmos e com os outros.

O chakra da garganta pode ter um grande impacto na originalidade, e na confiança para falar em público. Entoar mantras é uma bela prática para abrir o Chakra da Garganta e ajudar a manter a energia alinhada.

Resumo sobre o quinto chakra, chakra do éter

  • Onde está: na garganta
  • Elemento: éter, espaço
  • Função principal: criatividade e comunicação
  • Disfunções físicas: dores de garganta frequentes, distúrbios da tireóide, problemas auditivos e pescoço frequentemente dolorido
  • Glândulas: tireóide, paratireóide
  • Cor: azul claro
  • Sentido: audição
  • Bija mantra: ham

 

sexto-chakra- AnjaAjna, o chakra da luz, o chakra frontal, o chakra do terceiro olho, o sexto chakra

O nome ajna em sânscrito significa comandar, perceber, portanto, este é o chakra da percepção que por sua vez também comanda.

Esse chakra é conhecido como o chakra de comando. Através dele é possível perceber o mundo externo e refletir em imagens internas, para a própria realidade. 

Localização do sexto chakra, o chakra do terceiro olho

Ele está localizado no centro da cabeça, atrás da testa, e o elemento associado a este chakra é a luz através da qual enxerga o mundo exterior.

É também chamado de chakra do terceiro olho e refere-se ao olho da percepção que  permite ver além da realidade simples.

O ajna chakra está relacionado à glândula pineal, também chamada epífise, localizada no centro da cabeça.

É uma glândula muito pequena, mas também muito importante, porque produz melatonina, um hormônio essencial para a  saúde que regula principalmente o sono e a vigília, mas que também está envolvido no crescimento, no sistema imunológico e no controle do estresse.

Desequilibrio do sexto chakra, o chakra do terceiro olho

Se esse chakra está desequilibrado, é difícil confiar na intuição, a imaginação não é usada e tende a fazer escolhas que muitas vezes acabam erradas apenas por não ouvir a intuição.

Como ativar, equilibrar e alinhar o chakra do terceiro olho, o sexto chakra

postura-golfinho-yogateria

O Chakra do Terceiro Olho , ou Ajna Chakra, está situado no ponto da testa e é conhecido como  “olho que tudo vê”, bem como o ponto da intuição e autorreflexão. Serve como orientação interior.

A postura dos golfinhos, ardha pincha mayurasana, aumenta a circulação no rosto e no cérebro, o que, por sua vez, estimula o chakra do terceiro olho.

Resumo sobre o sexto chakra, chakra do terceiro olho

  • Onde fica: centro da cabeça
  • Elemento: luz
  • Função principal: visão, intuição
  • Disfunções físicas: problemas de visão, dores de cabeça, problemas de sono
  • Glândulas: pineal (epífise)
  • Cor: índigo
  • Sentido: visão
  • Bija mantra: om

setimo-chakras-SahasraraSahasrara, o chakra da coroa, o chakra coronário, o sétimo chakra

Sahasrara em sânscrito significa milefólio, refere-se às mil pétalas da flor de lótus que simbolizam esse chakra.

Posição do sétimo chakra, o chakra coronário

Está localizado no topo da cabeça e sua função é espiritual. De acordo com o yoga, é graças a este centro de energia que a iluminação ocorre.

O elemento deste chakra é o pensamento que representa a manifestação de tudo ao nosso redor e a função do sahasrara é o conhecimento.

Do ponto de vista fisiológico, no entanto, o chakra da coroa está ligado à glândula pituitária.

Essa glândula endócrina está localizada na base do crânio e é muito importante porque regula o funcionamento de todas as outras glândulas; portanto, se desequilibrada, haverá uma série de distúrbios no metabolismo, crescimento, equilíbrio hormonal, reprodução e muitos outros.

Como ativar, equilibrar e alinhar o chakra coronário, o sexto chakra

Postura-Sirsasana-YogaO chakra da coroa , ou sahasrara, é o chakra mais alto e varia dos outros chakras porque não é uma “roda” ou ponto de passagem das energias, mas uma abertura.

A postura do sirsasana convida à concentração, paz e equilíbrio – perfeito para alinhar seu chakra da coroa.

Desequilíbrio do sétimo chakra, chakra coronário

Se esse chakra estiver desequilibrado, surge sentimento de solidão, perda de conexão espiritual e tendência a ser cético. 

Resumo do sétimo chakra, o chakra coronário

  • Onde está: topo da cabeça
  • Elemento: pensamento
  • Função principal: compreensão
  • Disfunções físicas: dificuldades de aprendizagem, confusão, depressão
  • Glândulas: hipófise
  • Cor: violeta
  • Bija mantra: ah

Conclusão

Agora você já sabe que os chakras são verdadeiros centros de energia e que essa energia deve circular entre todos eles, pelo corpo.

Como dito acima, o funcionamento correto deles é muito importante para ser saudável, mas se um ou mais desses centros estiver em desequilíbrio, você poderá enfrentar desordens físicas, emocionais e até comportamentais.

Por meio das prática do yoga, no entanto, você pode fazer posturas, meditar, usar mantras ou mudras para reequilibrar esses centros e melhorar sua vida.

Namaste