Compulsão alimentar: Dicas de como lidar

O compulsão alimentar é um distúrbio comum que atinge mais de 50% da população. Em diferentes níveis, qualquer pessoa sem discriminação de idade ou peso pode sofrer de fome nervosa, especialmente pessoas com altos níveis de estresse e ansiedade durante o dia. Antes de esclarecer o que causa fome nervosa, é bom entender que a mente controla qualquer impulso presente no corpo. Se a mente decidir que não é essencial comer um determinado alimento, o corpo não o comerá. É importante entender que tudo o que queremos mudar, começará pelo cérebro primeiro.

A inexplicável necessidade de comer a qualquer hora do dia pode causar tédio excessivo, estresse, baixa auto-estima, tristeza, solidão. Em um nível sutil, seria como substituir a afeição, a diversão, a estima do exterior por comida.

Entenda as causas e elimine-as

O primeiro passo para eliminar a fome nervosa é entender as causas ocultas, compreender as emoções por trás dos impulsos. O segundo passo é se reconecte com você mesmo, meditar ou praticar yoga é o melhor caminho para se livrar da negatividade, ter mais clareza e resgatar sua força, alegria, energia e entusiasmo.

O que e como comer para controlar a fome nervosa?

comida-vegetariana

Antes de listar os alimentos recomendados para reduzir a sensação de fome , é importante saber que existem no mercado alimentos que induzem o cérebro a  mensagem de “comer cada vez mais”. São alimentos com alto conteúdo glicêmico, com carboidratos complexos. Comer alimentos com excesso de açúcar, fritura ou farinha branca, como macarrão, pão, batatas fritas e doces, estimula a mente a querer cada vez mais. O segredo para bloquear a fome nervosa é escolher alimentos saciantes, como frutas, cereais e legumes.

Comer devagar, mastigar com consciência e com a boca fechada (para evitar a introdução de ar durante as refeições) é a chave para controlar a fome nervosa. Evite comer uma refeição rapidamente, em pé, correndo de um compromisso para outro. Durante a refeição esteja presente em cada mordida e deixe um pouco de lado os compromissos.