Mudra Yoga: Significados e benefícios

Uma imagem clássica que vem à mente quando se pensa em meditação, é a de uma pessoa sentada na posição de lótus, com as mãos apoiadas nos joelhos e a ponta do polegar e indicador em contato. Esse gesto específico com as mãos é chamado de chin mudra. Cada mudra oferece efeitos benéficos específicos e a prática desses gestos tem sido usada há milhares de anos pelo yoga e pelo Ayurveda para curar inúmeros problemas de saúde.

O que são os mudras

A palavra em sânscrito mudra significa gesto das mãos, mas também pode indicar posições dos olhos, do corpo e técnicas de respiração, para obter benefícios físicos, mentais e espirituais. Alguns mudras atuam no sistema digestivo, outros no coração, outros no sistema imunológico e outros visam reequilibrar um elemento específico.

De acordo com a ciência do yoga, os mudras funcionam estabelecendo uma conexão direta entre o corpo – annamaya kosha, a mente – manomaya kosha e o corpo energético – pranamaya kosha. Por outro lado, no ponto de vista científico, existem numerosas terminações nervosas nas mãos e os mudras agem influenciando os reflexos inconscientes e os comportamentos instintivos que são controlados por áreas primitivas do cérebro.

A origem da prática do mudra

yoga-mudra-yogateria

Os mudras fazem parte da cultura e religião védica na Índia desde suas origens. As cerimônias religiosas, descritas nos Vedas há 5000 anos, incluem gestos com as mãos e mantras. Os sons – mantras e os gestos – mudras foram usados para conectar a terra e o cosmos, e canalizar essas energias para os benefícios materiais e espirituais da civilização védica original.

Os mudras também são usados na dança clássica indiana, chamada Bharata Natyam. Mãos, olhos e movimentos do corpo contam uma história sem usar palavras. A ciência dos mudras foi completamente desenvolvida no período tântrico, que atingiu seu pico cerca de mil anos atrás.

No tantra, os mudras são como veículos e portais para nos conectar à energia do Universo em um nível mais profundo. Através da prática dos mudras, nos conectamos com diferentes tipos de energia que o universo é composto.

Os nomes dos mudras são dedicados a deuses e deusas, que representam qualidades existentes dentro e fora de nós. As divindades simbolizam os diferentes tipos de energias que animam todos os aspectos da vida, mente e consciência. Os mudras são os canais de comunicação com essas energias.

Os Mudras e os 5 elementos da Ayurveda

Os mudras estão relacionados aos cincos elementos da ayurveda, energias que possuem aspectos físicos e espirituais no corpo. Essas energias circulam através dos nadis, canais de energias que circulam dentro do corpo e tem os pontos finais nos dedos.

O polegar representa o fogo, sol, energia pura
O indicador simboliza o ar, energia em movimento.
O dedo médio representa o éter, expansão e abertura.
O dedo anelar está relacionado à terra, solidez e aterramento.
O dedo mindinho representa a água, líquidos, as características de mobilidade e adaptabilidade.

Cada dedo portanto representa um ponto de conexão com um elemento específico. 

Mudras e os chakras

Os chakras são centros de energia localizados ao longo da coluna que armazenam e distribuem energias, e estão ligados a áreas específicas do corpo. Os mudras têm a capacidade de influenciar a quantidade e qualidade, com que a energia dos chakras circulam no nosso ser. Além de equilibrar e alinhar os chakras.

 O ideal é preparar o corpo através da prática do Hatha Yoga, para desenvolver a sensibilidade necessária para perceber os efeitos que os mudras provocam em sua mente e no corpo, com o tempo e a prática você se tornará mais consciente.

Como os mudras nos conectam com as energias sutis do universo, procure criar um espaço sagrado para a prática. Você pode optar em fazer os mudras antes da prática dos asanas, para sintonizar sua essência energética ou no final da prática física, como uma porta de entrada para a meditação.

Mudras e a respiração

O efeito de um mudra pode ser aprimorados através da respiração. Observe à sua postura enquanto pratica mudra, o corpo deve estar em uma posição simétrica, você deve manter os braços levemente afastados do corpo. Essa posição em si induz um senso de equilíbrio e harmonia interior, porque regula a atividade do sistema nervoso e das glândulas endócrinas.

Então, antes de iniciar a prática, expire vigorosamente algumas vezes, dessa maneira você cria um espaço no corpo, eliminando as toxinas. Caso não conheça nenhuma técnica específica de pranayamas, procure na troca das respirações fazer uma pausa natural, após a inspiração mantenha por alguns segundos o pulmão cheio e depois da expiração alguns segundos o pulmão vazio.

Você pode mudar o tempo da sua respiração de acordo com o benefício que deseja obter. Para obter uma sensação de relaxamento, o tempo de expiração é maior, para efeitos mais revigorantes, a inspiração é maior. 

Hatha Yoga e Mudras

No Hatha Yoga clássico, existem 25 mudras e incluem mãos, olhos, posições corporais – asanas e fechamentos – bandhas. No Kundalini Yoga, os mudras das mãos são frequentemente usados ​​para intensificar os efeitos dos asanas.

Anjali Mudra, Mudra da gratidão

anjali-mudra-yogateriaNeste gesto as duas mãos estão unidas no nível do coração, trazendo o senso de reverência e a oração de união com o Divino. É usado para cumprimentar, junto com a palavra Namaste , mas também no início da Saudação ao Sol ou durante a execução de alguns asanas.

Chin Mudra, Mudra para Ansiedade

chin-mudra-yogateriaNessa posição, a ponta do dedo indicador toca a ponta do polegar, as palmas das mãos ficam voltadas para cima. Nesse mudra pode-se perceber um aumento na concentração, elevação do humor, melhora no sono e, alívio de estresse e ansiedade.

Kali Mudra, Mudra da purificação

kali-mudra-yogateriaTodos os dedos das mãos estão entrelaçados, exceto os indicadores apontando para cima. A principal qualidade deste mudra é a purificação. É freqüentemente realizado durante a execução de asanas (por exemplo, em outra variante da posição da árvore ou em Virabhadrasana I, a posição do guerreiro ou em uma variante de Utkatasana , a posição da cadeira).

 

Os mudras não são simples gestos com as mãos, mas são práticas reais que servem para equilibrar um chakra, um elemento específico ou canalizar energia em uma área específica do corpo.