Lua Cheia de Maio: Buddha Purnima

A lua cheia em maio, é considerada a Lua Cheia de Buddha, pois foi quando o príncipe Siddhartha nasceu (antes de se tornar Buddha), e foi também o momento que alguns anos depois ele alcançou a iluminação e tornou-se Gautama Buddha, e após 45 anos de ensinamentos, com oitenta anos, faleceu, todos os eventos ocorreram em um dia de lua cheia de maio.

É um dia extremamente auspicioso para meditar, estudar os ensinamentos de Buddha e cantar mantras.

Sidarta Gautama nasceu há cerca de 2.500 anos, e por ser o príncipe herdeiro, recebeu a melhor educação. Ao crescer, quis descobrir a causa de todos os sofrimentos. E então, deixou o palácio e tornou-se um buscador da verdade.

Procurou mestres e ensinamentos através dos quais pudesse resolver os problemas da vida. Certo dia, sentou-se sob uma árvore e meditou, e após aqueles anos de observação, finalmente descobriu a verdade, alcançou a iluminação e se tornou Buddha. “Buddha” é um termo sânscrito que significa “O Iluminado”. Buda não foi uma divindade nem um profeta, foi um homem que encontrou a verdade e viveu a verdade.

Após sua iluminação, deu seu primeiro ensinamento, as Quatro Nobres Verdades, que constituem o alicerce dos ensinamentos budistas, que surgem a partir das suas próprias observações e experiências:

O reconhecimento do sofrimento. – Dukkha – Que a vida envolve sofrimento é um fato, e foi exatamente esta afirmação de um fato – de que todos os seres estão sujeitos ao sofrimento – a primeira das Quatro Nobres Verdades afirmadas por Buda.

A causa do sofrimento. – Samudaya – A causa do sofrimento é a ignorância.

A cessação dos sofrimentos e de suas causas. – Nirodha – Cessando as emoções aflitivas e o eu separado, que são impermanentes.

Caminho para a cessação do sofrimento. – Magga – O Nobre Caminho Óctuplo. A compreensão correta, o pensamento correto, a palavra correta, a conduta correta, o esforço correto, a ocupação correta, a atenção correta e a meditação correta. Ao vivermos o Nobre Caminho Óctuplo, podemos superar as causas dos problemas e do sofrimento.

O Nobre Caminho Óctuplo é simbolizado pela Roda da Vida (dharmachakra), que é o símbolo internacional do budismo.