Chandra Namaskar: Saudação a Lua

Há milhares de anos o impacto da Lua é percebido na vida dos seres humanos, assim como em diversas manifestações naturais do nosso planeta.  Os ciclos da lua têm efeitos no crescimento de plantas, nas atividades de animais, nas marés do oceano e também nas emoções e comportamento humano.  A lua comumente é referência para o momento mais apropriado para corte de cabelos, a probabilidade de quando um bebê nascerá, assim como para novos projetos e iniciativas.  

O ciclo da Lua dura 29,5 dias, passando por suas quatro principais fases – Lua Nova, Lua Crescente, Lua Cheia e Lua Minguante. E a cada 206 dias, esses ritmos regulares passam por outro ciclo lunar responsável pela criação de “superluas”, quando a órbita elíptica da Lua a traz particularmente perto da Terra. Como a lua segue um caminho elíptico ao redor da Terra, às vezes está mais perto de nós.  Quando essa proximidade coincide com a fase da lua cheia, torna a lua 30% mais brilhante no céu noturno, conhecida como uma “superlua”.

Sua luz e efeito gravitacional, ou força magnética, nos impactam de inúmeras formas, algumas ainda sendo descobertas.   

 

Meditação da Lua Cheia


Saudação a Lua – Significado

Para ter uma prática refrescante e fluida e ajudar a canalizar a energia da lua, recomendamos a prática da série Chandra Namaskar, a Saudação à Lua. Chandra em sânscrito significa “Lua”, namaskara significa “saudação “. 

Assim como a mais conhecida Saudação ao Sol (Surya Namaskar), a Saudação à Lua também é feita em coordenação com a respiração – inspirando em movimentos de extensão e expirando em movimentos de flexão.  No entanto, diferente da Saudação ao Sol, em que é comum manter cada postura por mais tempo, na Saudação à Lua, as posturas fluem umas para as outras sem muita sustentação em cada posição. Esta é uma das razões pelas quais a Saudação ao Sol é quente e estimulante, enquanto a Saudação à Lua é refrescante e relaxante.  Por isso se recomenda fazer a Saudação ao sol pela manhã e a Saudação à Lua no final da tarde. 

 

 

saudacao-a-lua-yogateria2


Lua e as emoções – O impacto da lua em nossas vidas

As marés altas e as marés baixas são uma lembrança constante do impacto da Lua em nossas vidas. Somos compostos por 70% de água e, portanto, ser impactado pela Lua não é muito improvável para nós. Durante a Lua Cheia, a água dentro de nós atinge a maré alta e a Lua Nova vê quietude em nosso humor.  

Inclusive a palavra loucura deriva do latim lunaticus, que significa “lunático”, e tanto o filósofo grego Aristóteles quanto o naturalista romano Plínio, o Velho, acreditavam que a loucura e a epilepsia eram causadas pela lua.  Não há um consenso científico que a Lua tem a ver com loucura, mas já é comprovado que as pessoas demoram mais para adormecer e dormem menos nos dias em torno da lua cheia, mesmo não estando expostas ao luar.  E estudos mostram também tendências em padrões emocionais.

As pessoas mais sensíveis podem sentir alterações emocionais de acordo com o ciclo da lua.

 

Como nos sentimos na lua cheia

A lua da manifestação, a Lua Cheia é o momento para se expor.   Esta é a fase em que a lua fica mais iluminada pelo sol, mais visível para nós, e que tem o maior impacto no planeta.  Podemos nos sentir mais preocupados ou com as emoções mais à flor da pele, mas também é uma fase boa para o romanticismo e expressão.

 

Como nos sentimos na lua minguante

A Lua de reflexão, a Lua Nova é o momento para recolhimento.  Nessa fase é bom avaliar nossos projetos e relacionamentos.  Podemos nos sentir menos energizados, por isso é um bom momento para recarregar a energia.

 

Como nos sentimos na lua nova

A Lua da intenção, a Lua Nova é o momento para a criação de novos projetos. Nesta fase a lua fica entre o sol e a Terra e fica praticamente invisível.  É a lua do início de um novo ciclo, que favorece o recomeço e as novas intenções. Podemos nos sentir mais individualistas, mas também mais calmos e com mais clareza.

 

Como nos sentimentos na lua crescente

A Lua da ação, a Lua Crescente é o momento de energia e proatividade. Nessa fase podemos nos sentir mais agitados, mas também mais dinâmicos e prontos para agir e retomar nossos projetos.

 

saudacao-a-lua-yogateria2

 

Os Benefícios da Saudação a Lua

Chandra Namaskar ajuda a canalizar a energia lunar; que tem qualidades legais, relaxantes e criativas.  Além de alongar a coluna, os tendões da coxa e a parte posterior das pernas; fortalece os músculos das pernas, braços, costas e estômago.

Os principais benefícios da Saudação a lua são:

Equilíbrio dos chakras

A prática de Chandra Namaskar (Saudação à Lua) traz um equilíbrio completo dos chakras. Pois cada postura trabalha um chakras específicos e abre os canais para um fluxo fácil de energia (prana), equilibrando assim todo o corpo.

Trabalha a energia sutil do corpo

A prática da Saudação à Lua  constrói o lado feminino do corpo humano que é essencial para esfriar e acalmar o corpo. Portanto, as mulheres podem se beneficiar com essa prática para melhorar a saúde e a fertilidade. Também aumenta o nível de energia nas mulheres, com um progresso lento e gradual em direção ao equilíbrio e estabilidade.

Melhora a insônia

Em geral, quando a prática de Chandra Namaskar é feita no final do dia ou principalmente à noite, ajuda os praticantes que sofrem de insônia. Relaxa o sistema nervoso, preparando o corpo para um sono profundo.

 

saudacao-a-lua-chandra-namaskar6

 

Chandra Namaskar – Posturas Completas de Saudação a Lua

Esta variação contém um total de 17 posturas, sendo nove asanas únicos, onde as posturas vão crescendo como o ciclo da Lua até a oitava postura focando em um lado do corpo e, após a nona postura, vão descendo até a primeira postura pelo lado oposto do corpo.

 

tadasana-namaste-yogateria


Postura da Montanha – Tadasana

Fique em pé com os pés na largura do quadril no meio do tapete. Junte as palmas das mãos em uma posição de oração em frente ao peito, apoiando os polegares no esterno e respire fundo algumas vezes.

 

postura-meia-lua-Urdhva-Hastasana-yogateria


Curva lateral / meia-lua – Urdhva Hastasana / Konasana 2

Inspire ao levantar os braços lateralmente e acima da cabeça. Entrelace seus dedos e aponte seus dedos indicadores para o teto. Expire enquanto dobra a parte superior do tronco para a esquerda. Mantenha os pés no chão e as coxas firmemente encaixadas. Inspire, volte ao centro. Expire, curve-se para a direita e inspire para voltar ao centro. Expire, leve as mãos ao peito em namaste.

 

Postura-Deusa-Utkata-Konasana-yogateria


Postura da Deusa – Utkata Konasana

Inspire ao afastar o pé esquerdo do direito e vire ligeiramente os dedos dos pés para fora. Expire enquanto dobra os joelhos diretamente sobre os dedos dos pés e abaixa os quadris em um agachamento. Inspire, estenda os braços para os lados na altura dos ombros, com as palmas das mãos voltadas para cima. Expire, dobre os cotovelos e aponte as pontas dos dedos em direção ao teto; junte as pontas do dedo indicador e do polegar, tocando-se mutuamente; mantenha os braços e antebraços em ângulos de 90 graus. Tenha a sensação maternal de uma deusa em seu coração, um sorriso gentil em seu rosto.

 

postura-estrela-yogateria


Postura da Estrela – Utthita Tadasana

Inspire ao endireitar os joelhos e cotovelos, mantendo os pés bem separados. Estenda os braços alinhados com os ombros, voltando as palmas das mãos para cima. Abra os dedos como se quisesse alcançá-los lateralmente com as pontas dos dedos.

 

trikonasana-yogateria


Postura do Triângulo – Trikonasana

Gire o pé esquerdo 90 graus, dedos apontando para o lado esquerdo. Vire os dedos do pé direito ligeiramente 5-15 graus. Expire ao estender a mão pela mão esquerda no lado esquerdo e, em seguida, dobre lateralmente no quadril esquerdo. Descanse a mão esquerda na parte externa da canela ou tornozelo e estenda a mão direita em linha reta até o teto.

 

Postura-da-Pirâmide-Parsvottanasana-yogateria


Postura da Pirâmide – Parsvottanasana

Inspire ao abaixar o braço direito para alongá-lo do lado direito, alinhado com o ombro, e vire o tronco para a esquerda. Expire ao dobrar o torso sobre a perna esquerda. Coloque as duas mãos na parte inferior da perna, pé ou no chão.

 

Postura-Lua-Crescente-Anjaneyasana-yogateria


Postura da Lua Crescente – Anjaneyasana

Ao inspirar, levante ambos os braços e incline-se para trás na lua crescente. Ao expirar, dobre suavemente para a frente, apoiando as palmas das mãos no tapete alinhadas com o pé esquerdo.

 

Postura-Lateral-Baixa-Utthita-Parsvakonasana-yogateria2


Postura Lateral Baixa – Utthita Parsvakonasana

Vire-se, gire o pé esquerdo, a perna e o torso para frente, mantendo o joelho esquerdo dobrado, abaixe o cóccix. Expirando, estenda a perna direita, virando os dedos do pé direito para a frente ou mantenha-os voltados para o lado direito e as palmas das mãos no tapete. Se esse agachamento for muito profundo para você, em vez disso, descanse a sua esquerda sobre a coxa esquerda.

 

malasana-postura-guirlanda-yogateria8


Postura da Guirlanda – Malasana

Traga sua mão em mudra de lótus aberto em seu coração.

Como alternativa, para aprofundar a postura, inspire ao dar um passo com o pé esquerdo em direção ao direito e abaixe o cóccix, fazendo um agachamento. Traga os braços para a parte interna dos joelhos. Pressione os cotovelos contra a parte interna dos joelhos e junte as palmas das mãos em posição de oração ou mudra de lótus aberto. Expire completamente. Mantenha os pés afastados o suficiente para sentir que estão firmes e estáveis.

 

A partir daqui, você continua seguindo os passos para voltar à posição original de Tadasana.

 

Chandra Namaskar: Saudação a Lua 2


Postura Lateral Baixa – Utthita Parsvakonasana

Inspire ao estender a perna esquerda para a esquerda. Expire enquanto desliza o tronco em direção ao pé direito, equilibrando-se sobre o pé direito, coloque as mãos no chão na parte interna do pé direito. Se for difícil, coloque as mãos sobre a coxa direita em vez de no chão.

 

Postura-Lua-Crescente-Anjaneyasana-yogateria


Postura da Lua Crescente – Anjaneyasana

Inspire e gire os dedos do pé direito para apontar para a direita do tapete, alinhe o joelho direito sobre o tornozelo direito. Gire a perna esquerda para dentro e leve o joelho esquerdo ao chão, pressionando a parte superior do pé esquerdo. Expire e coloque as pontas dos dedos no tapete à sua frente. Inspire, levante e estique os braços para cima e para trás para voltar à lua crescente.

 

Postura-da-Pirâmide-Parsvottanasana-yogateria


Postura da Pirâmide – Parsvottanasana

Inspire ao endireitar as duas pernas. Expire e dobre o tronco sobre a perna direita. Coloque as duas mãos na parte inferior da perna, pé ou no chão. Aterre com o calcanhar do pé de trás.

 

trikonasana-yogateria


Postura do Triângulo – Trikonasana

Inspire ao estender a mão esquerda em linha reta até o teto, abrindo o torso para a direita e para a frente. Descanse a mão direita na parte externa da canela ou tornozelo esquerdo. Expire completamente.

 

postura-estrela-yogateria


Postura da Estrela – Utthita Tadasana

Inspire ao endireitar os joelhos e cotovelos, mantendo os pés bem separados. Estenda os braços alinhados com os ombros, voltando as palmas das mãos para cima. Abra os dedos como se quisesse alcançá-los lateralmente com as pontas dos dedos.

 

Postura-Deusa-Utkata-Konasana-yogateria


Postura da Deusa – Utkata Konasana

Expire enquanto dobra os joelhos diretamente sobre os dedos dos pés e abaixa os quadris em um agachamento. Dobre os cotovelos e aponte as pontas dos dedos em direção ao teto, fazendo com que as pontas do dedo indicador e do polegar se toquem.

 

postura-meia-lua-Urdhva-Hastasana-yogateria


Curva lateral / Meia lua – Urdhva Hastasana / Konasana 2

Inspire ao endireitar as pernas. Vire os dedos dos pés para a frente e coloque o pé esquerdo ao lado do direito. Ao mesmo tempo, estenda os braços para o lado e acima da cabeça. Entrelace seus dedos e aponte seus dedos indicadores para o teto. Expire enquanto dobra a parte superior do tronco para a esquerda. Mantenha os pés no chão e as coxas firmemente encaixadas. Inspire e volte ao centro. Expire ao se inclinar para a direita e inspire para voltar ao centro. Expire ao soltar os braços.

 

tadasana-namaste-yogateria


Postura da Montanha – Tadasana

Junte as palmas das mãos em uma posição de oração. Coloque os polegares no esterno e respire suavemente algumas vezes.

Esta é a meia saudação da lua. Para completar a segunda metade, comece de novo e execute todas as etapas começando com a direita e, nas etapas 10-16, faça as posturas pelo lado oposto.

 

saudacao-a-lua-yogateria


A Lua na astrologia

A lua na astrologia simboliza as emoções, afeto, a mãe, a figura feminina, casa e raízes e nutrição.  Normalmente, o signo lunar pode nos dizer muito sobre nosso eu interior. Ajuda a definir seu núcleo interno e o lado inconsciente de sua personalidade. O signo lunar pode tornar duas pessoas muito diferentes, apesar de carregarem o mesmo signo solar. Seus hábitos emocionais encontrariam uma forma de expressão de acordo com o seu signo lunar.

 

Muitos impactos da lua ainda estão por ser comprovados.  Mas não há como negar o poder dos ciclos da lua, sua luminosidade, força gravitacional, e beleza impactam a nós e nosso planeta.  

  • Almofada Lua Eco

    R$169
  • Incenso Massala Chakra Goloka

    R$15R$135
      • Caixa 12 peças
      • Caixinha
  • -8%

    Limpador de Língua 100% cobre puro – EDIÇÃO LIMITADA

    R$64 R$59
    COMPRAR